segunda-feira, agosto 29, 2011

Fotos pós morte no século XIX...

Andei pesquisando sobre fotografias do século XIX(19) e encontrei algo sinistro.Vocês pensam que as pessoas só queriam fotos de animalzinhos brincando,famílias felizes,bebês recém-nascidos,moça em plena juventude,etc..?Errado.O que trago aqui,é algo pouco comum nos dias de hoje.Por exemplo:um ente querido seu,faleceu hoje,o que você faria?Normalmente o corpo seria encaminhado para uma autópsia pra descobrir a causa da morte,depois disso,encomendariam um caixão e acertariam onde seria o enterro certo?Mas no século XIX,famílias pediam que tirassem fotos do (os) falecidos (as)!Impressionante não?Essa "modalidade" era chamada de " post-mortem photograph " ou "fotografia pós morte".Encontrei o texto original em inglês no site Wikipédia,mas é tudo verdade,as fotos que vou apresentar a vocês,são daquelas bem antigas.Primeiro postarei o texto em si traduzido,junto com as imagens.Confiram...

*******************************************************************

Post-mortem photography (Fotografia pós morte)





(Uma fotografia post-mortem de um homem de meia-idade.


O corpo é organizado de modo a parecerem reais (cerca de 1860)).

Pós-mortem de fotografia (também conhecido como o

retrato memorial ou memento mori) é a prática

de fotografar o recentemente falecido.



Modo de armação dos corpos



Para parecer que as pessoas estão vivas, são armados cenários e armações de madeira para serem colocadas por baixo das roupas dos falecidos dando um aspecto natural e vivaz.=======================








(Era Vitoriana:Pais posando com sua falecida filha... )


A invenção do daguerreótipo em 1839 fez o retrato muito mais banal, como muitos daqueles que foram incapazes de pagar a comissão de um retrato pintado pode dar ao luxo de sentar-se para uma sessão de fotografia. Este método mais barato e mais rápido também forneceu a classe média com um meio de memorializing entes queridos falecidos.Estas fotografias serviu menos como um lembrete de mortalidade do que como uma lembrança para recordar o falecido. Isso era especialmente comum com bebês e crianças pequenas; era vitoriana taxas de mortalidade infantil eram extremamente elevados, e uma fotografia post-mortem pode ter sido a única imagem da criança a família já teve. A invenção posterior do carte de visite, que permitiu que várias impressões a serem feitas a partir de um único negativo, significa que cópias da imagem pode ser enviada para parentes.A prática, eventualmente, atingiu o pico em popularidade em todo o final do século 19 e morreu como "instantâneo" a fotografia se tornou mais comum, embora alguns exemplos de retratos formais memorial ainda estavam sendo produzidos até o século 20.

_________


Evolução do estilo

Os primeiros post-mortem fotografias geralmente são close-ups do rosto ou fotos do corpo inteiro e raramente incluem o caixão. O assunto é geralmente retratado de modo a parecer em um sono profundo, ou então dispostos a aparecer mais realistas. As crianças muitas vezes eram mostradas em repouso no sofá ou em um berço, às vezes, posava com um brinquedo favorito ou com outros brinquedos. Não era incomum fotografar crianças muito jovens, com um membro da família, mais freqüentemente a mãe. Adultos eram mais comumente colocados em cadeiras ou mesmo apoiados em especialmente projetado frames. Flores também foram um adereço comum no pós-mortem de fotografia de

todos os tipos.





(Bispo sírio sentado em seu funeral (1945 aC).)




(Do século XIX fotografia de criança morta com flores.)



Pra dar mais vida no rosto dos mortos,passava uma tintura,parecida com blush.Uns morriam de olhos abertos.Morte espontânea.



Na Europa,o estilo fotográfico era tirado de forma mais comum,em um funeral com parentes,amigos e conhecidos ao redor do caixão;sendo menos comum nos Estados Unidos.


Esse estilo de fotografia ainda é praticado,principalmente na Europa ocidental,quem tem direito a essas fotos,normalmente são bispos,santos,ou uma figura muito importante entre eles.

[A variação do retrato memorial envolve fotografar a família com um santuário (geralmente incluindo um retrato vivo) dedicado ao falecido.]



Outras imagens:


Pai com criança Dormindo (ambos mortos)











Criança “dormindo”









Menino “dormindo” note o blush rosa que colocaram sobre a foto para dar vida ao morto.




Dentro do caixão


A moça do meio esta morta

Você consegue dizer quem está morto no momento desta foto? Não é o velho. É a menina no meio.


Crianças com tom rosado na bochecha era comum. também se usava segurar ramos de flores.















===============================================================




























2 comentários:

@more disse...

Penso que as pessoas só queriam guardar a imagem de seus entes
queridos da melhor maneira possível, é mórbido, mas a dor da perda é algo muito dolorido.
Parabéns pela sua grande inteligência e coragem de postar
algo tão precioso,ao qual devemos entender que a vida eterna é algo que
todos n´so queremos.Deus abençõe anjo.
Bjss.

História in Concert disse...

Muito interessante essa história das fotos. Eu não sabia nada sobre isso.